Semana Nacional da Família começa no dia 12 de agosto


No período de 12 a 18 de agosto deste ano, acontece a Semana Nacional da Família, com o tema: Evangelho da Família, alegria para o mundo. O objetivo da semana é promover o valor e a beleza da família, assim como a importância da sua vocação para a Igreja e para a sociedade.


De acordo com a caminhada, criatividade e os costumes culturais e locais, há várias atividades que podem ser feitas durante a Semana Nacional da Família, desde caminhadas e carreatas até celebrações eucarísticas e de adoração, passando por palestras, simpósios, conferências, vigílias, etc. Sem esquecer de momentos de confraternização e lazer em família.


Confira o “Hora da Família” subsídio preparado especialmente para este tempo


Sugerimos um momento celebrativo da família, em família, com a família e para a família. A celebração pode ser feita com sua família, com as famílias da vizinhança ou da comunidade:


AMBIENTAÇÃO

Preparar o local onde será feita a celebração com uma mesinha no centro. Colocar uma toalha branca, uma cruz ou um crucifixo, a Bíblia, uma imagem (ou um quadro) da Sagrada Família e uma vela. Outros arranjos complementares podem ser feitos, com tecido colorido ou flores.


ACOLHIDA

O/a animador/a da celebração faz a acolhida de forma espontânea, dando as boas-vindas a todos/as. Criar um “clima” alegre e despojado que leve todos/as a sentir à vontade para partilhar pensamentos, orações e dúvidas. Se o grupo for constituído por vizinhos ou membros da comunidade, fazer as apresentações de forma simples (nome, parentesco etc)


Anim.: Iniciamos esta nossa celebração, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.


Todos.: Amém.


Anim.: Vinde Espírito Santo… (rezar com calma, pausadamente)


Todos.: enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso

amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra.


Anim.: Oremos…


Todos.: Ó Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação. Por Cristo Senhor Nosso. Amém


Aqui, ao invés de rezar, pode-se cantar: Vem, Espírito Santo, vem! Ou outro canto sobre o Espírito Santo.


PERDÃO

Para que toda celebração seja bem feita, bem participada, um dos requisitos é estar em paz: consigo, com os irmãos e irmãs, com o mundo e com Deus. Em primeiro lugar, fazer um exame de consciência para ver a quem perdoar e a quem pedir perdão entre os irmãos e irmãs e também a Deus. Se houver alguém entre aqueles/as que estão presentes que se enquadrem na proposição, vá até ele/a e, com ou sem palavras, dê-lhe um abraço fraterno. Aproveite e faça o propósito para uma boa confissão na primeira ocasião, se for o caso.


Anim.: Por todos aqueles a quem ofendi, eu te peço, Senhor


Todos.: Tenha compaixão de nós, e, perdoe os nossos pecados.


Anim.: Por todos aqueles que me ofenderam, eu te peço, Senhor


Todos.: Perdoai-lhes as ofensas e sede cada vez mais misericordioso com todos.


PALAVRA DE DEUS

Uma pessoa faz a leitura do texto bíblico escolhido pelo grupo, com calma, pausadamente, lentamente. Antes da leitura pode-se cantar:

  • Dá-me a palavra certa, na hora certa e do jeito certo e prá pessoa certa! ou

  • Vai falar no evangelho, / Jesus Cristo Aleluia

Sua palavra é alimento / Que dá vida Aleluia

Sugestão de textos que podem ser utilizados pelo grupo nesse momento (use apenas um):

  • A mãe e os “irmãos” de Jesus: Mt 12, 46-50; Mc 3, 31-35; Lc 8, 19-21.

  • José assume a paternidade legal de Jesus: Mt 1, 18-25.

  • Jesus entre os doutores: Lc 2, 41-52.

  • Abandonar-se à Providência: Mt 6, 25-34.

  • Os verdadeiros discípulos: Mt 7, 21-27.


PARTILHA DA PALAVRA

Anim.: Meus irmãos e minhas irmãs, depois de ouvirmos este texto da Sagrada Escritura, vamos partilhar aquilo tocou nosso coração e nos motiva a ser melhores, tanto individualmente, como em família.

Deixar que os comentários sejam feitos à vontade. Se for necessário, o/a animador/a poderá ajudar com as perguntas a seguir.

  1. O que diz o texto?

  2. O que chamou a atenção no texto lido?

  3. Quais são os personagens do nosso texto?

  4. Qual é a Boa Notícia que o texto traz para nós?

  5. Que atitude pede de cada um de nós?

  6. E como família, o que podemos fazer?

  7. Qual a relação entre o que diz o texto e o que vivemos em família? Dê exemplos práticos disso.


NOSSA RESPOSTA A DEUS

Fazer preces espontâneas, utilizando aquilo que se destacou para cada um no texto que foi lido e partilhado pelo grupo. Depois de cada prece, todos podem responder juntos (rezando ou cantando):

Todos.: Abençoa, Senhor, as famílias, Amém! Abençoa, Senhor, a minha também!


VIVÊNCIA DA PALAVRA

Anim.: Toda celebração deve produzir frutos: de paz, de solidariedade, de justiça. Assim, depois de ouvirmos a Palavra, de refletirmos sobre ela, de entendermos a mensagem que nos foi passada, vamos agora viver, no dia-a-dia esses ensinamentos, começando em nossa família. (pequeno momento de silêncio. Em seguida, cantar a ORAÇÃO PELA FAMÍLIA do pe. Zézinho. Terminado o canto, continuar)


Anim.: Jesus, Maria e José!


Todos.: Nossa família, vossa é!


Anim.: O Senhor esteja conosco!


Todos.: Ele está no meio de nós!


Anim.: Abençoe-nos, Deus Todo-poderoso Pai e Filho e Espírito Santo!


Todos.: Amém!


http://arquidiocesedecuritiba.org.br/2018/08/06/semana-nacional-da-familia-comeca-no-dia-12-de-agosto/

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga

Rua Natal 1650, Cajuru | Curitiba - PR | Telefone: (41) 3226-2310  |  Email: saomartinhodelima@hotmail.com