PREPARAÇÃO PARA A SEMANA SANTA

08/04/2020

 

 

A SEMANA SANTA é um período muito importante para a Igreja, pois nesta época fazemos memória à paixão e morte de Jesus Cristo, que morreu na cruz para remir a humanidade do pecado. A Igreja Católica recomenda que os cristãos guardem tanto a Quaresma quanto a Semana Santa dedicando-se mais à oração, caridade, jejum e esmola. Dentre os cinco mandamentos da Igreja, três em especial referem-se à semana santa e à Páscoa, orientando-nos a respeito desse “preparo”:


a) Confessar-se: O ideal é que o sacramento da confissão faça parte da rotina de todo cristão, não apenas uma vez ao ano, mas como a quaresma deve ser um período de conversão, então é a época mais propícia para a reconciliação, por isso devemos procurar especialmente esse sacramento, principalmente entre o período da quaresma e Semana Santa. Lembrando que esse é o mandamento mínimo e que podemos e devemos procurá-lo sempre que precisarmos e desejarmos.


b) Receber o sacramento da Eucaristia: A Celebração da Eucaristia – a Santa Missa é o memorial da paixão, morte e ressurreição de Cristo e o momento por excelência para recebermos a Eucaristia, Corpo, Sangue Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele mesmo pediu que “se fizesse isto em sua memória”. Na Páscoa nos alegramos pelo triunfo de Cristo. É a vida que vence a morte, a graça que vence o pecado, Jesus que nos dá uma vida nova. Portanto, receber a Eucaristia na Páscoa é dever do cristão, desde que ele não esteja em pecado grave e se assim o tiver.


c) Jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja:
No Brasil essa prática deve ser feita na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa em sinal de penitência. Não se trata de uma imposição, mas um santo sacrifício que deve nos levar à reflexão e à meditação da paixão e morte de Jesus. O jejum pode ser feito em todas as quartas-feiras ou sextas-feiras, mas na Semana Santa ele guarda um sentido próprio de oração. Seguindo esses três mandamentos e dedicando-se muito mais à oração, buscando compreender a grandiosidade da morte de Jesus, que inocente morreu para nos remir do pecado, o cristão prepara-se para que o período seja realmente de uma santa semana, ou seja, de muita aproximação e unidade com Jesus. ELE morreu na cruz por cada um nós, pois o pecado afastou o homem da graça de Deus, mas veio Cristo e restaurou a amizade do homem com Deus, sacrificou-se por amor, levou sobre si o castigo que era nosso. Quando meditamos sobre a paixão de Cristo, passamos a amar Jesus mais ainda, pois suas chagas foram purificadoras e trouxeram a salvação. Na Semana Santa devemos meditar sobre a paixão do Senhor, muitos santos seguiram esse caminho de contemplação e meditação e sem dúvida esta foi uma forma de busca da intimidade com o Senhor. “A recordação da Paixão Santíssima de Jesus Cristo e a meditação das Suas virtudes… conduzem a alma à união íntima com Deus, ao recolhimento interior e à contemplação mais sublime… A Paixão de Jesus Cristo é a obra mais maravilhosa do Amor de Deus. A Paixão de Jesus Cristo é o melhor meio para levar as almas à conversão, até mesmo as mais empedernidas. Que possamos fazer desse período uma época especial de intimidade com Jesus, não se trata de “um simples feriado”, mas de um tempo forte de encontro com Jesus, que por amor deu sua vida para nos salvar.


Macileide Passos Alves (Missionária – Comunidade Mãe Imaculada)

 

 

http://www.saosebastiaobetania.com.br/noticias/quaresma-preparacao-para-a-semana-santa/

Please reload

Posts Em Destaque

Atenção!!! Distribuição da Eucaristia dia 31 de maio.

27/5/2020

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload